Complicações da Diabetes

Complicações da Diabetes Mellitus

A Diabetes Mellitus é uma doença sistémica, o valor de açúcar aumentado no sangue pode causar doença em todo o organismo.

Complicações da Diabetes Mellitus

A complicações mais frequentes são:

  • Problemas nos olhos, retinopatia; 
  • Problemas nos pés, pé diabético; 
  • Doença no coração;
  • Acidente vascular cerebral, AVC;
  • Doença nos rins, nefropatia; 
  • Doença das gengivas; 
  • Doença dos nervos, neuropatia; 
  • Disfunção sexual no homem e na mulher
  • Hiperglicemia, aumento do açúcar no sangue
  • Hipoglicemia, diminuição do açúcar no sangue

Retinopatia Diabética, problemas nos olhos

A retinopatia é causada pelos níveis altos de glicose no sangue que causam dano na parte do olho responsável pela visão, a retina. O olho é composto por muitos vasos sanguíneos, quando estes vasos ficam afetados, a retina não recebe o sangue que necessita, o que leva a perda de visão. Se não tratada a retinopatia pode levar à cegueira. Os doentes com Diabetes Mellitus apresentam um maior risco de desenvolver este problema, especialmente se os valores de glicemia não estiverem controlados. 

Os doentes com diabetes devem fazer o rastreio anual desta doença, porque numa fase inicial é normal que não tenha sintomas. 

Problemas nos pés, pé diabético

A designação de pé diabético corresponde às alterações provocadas nos vasos sanguíneos (vasculopatia) e nos nervos (neuropatia), pelos níveis de açúcar elevados. Esta alterações aumentam significativamente o risco de amputação nestes, a consequência mais grave do pé diabético.  

Os doentes com Diabetes Mellitus devem vigiar os seus pés diariamente, procurando ativamente por pequenos cortes, bolhas, alterações da sensibilidade ou da coloração. Se verificar alguma destas a deve consultar o seu Médico. 

Doença no coração

A Diabetes Mellitus aumenta o risco de sofrer um enfarte, porque os níveis altos de açúcar no sangue causam danos nas artérias. Como o organismo não consegues utilizar todo o açúcar adequadamente, este adere mais aos glóbulos vermelhos e acumula-se no sangue. Este acúmulo pode bloquear e danificar os vasos que transportam o sangue de e para o coração, privando-o de oxigênio e nutrientes.

A melhor forma de proteger o seu coração é manter os seus valores de hemoglobina glicada (HbA1c), o mais controlado possível. Mesmo níveis de açúcar no sangue levemente elevados podem, com o tempo, colocar o ser coração em risco.

Acidente vascular cerebral, AVC

O Acidente vascular cerebral resulta de uma interrupção do fluxo de sangue a uma parte do cérebro, privando-o de oxigénio e nutrientes. Se esta interrupção for prolongada esta parte do cérebro vai morrer e tempo perda de algumas funções. 

A Diabetes Mellitus aumenta o risco desta doença porque se tiver muita glicose (açúcar) no sangue com o tempo, os seus vasos sanguíneos podem começar a ficar danificados. Isso ocorre porque seu corpo não pode usar todo esse açúcar adequadamente, portanto, ele adere mais aos glóbulos vermelhos.

A melhor forma de proteger o seu cérebro é manter os seus valores de hemoglobina glicada (HbA1c), o mais controlado possível. Mesmo níveis de açúcar no sangue levemente elevados podem, com o tempo, colocar o ser cérebro em risco.

Doença nos rins, nefropatia; 

A doença dos rins ou nefropatia pode acontecer a qualquer pessoa, mas é mais frequente em indivíduos do Diabetes Mellitus ou Hipertensão Arterial. 

A nefropatia é uma doença silenciosa, que se desenvolve lentamente ao longo de vários anos. Os rins regulam a quantidade de líquidos e sais no organismo, ajudando a manter estável a pressão arterial e libertam várias hormonas. A doença renal ocorre quando o rim começa a falhar, e não consegue realizar a sua função adequadamente. 

Nas pessoas com Diabetes Mellitus a doença renal ocorre por dano nos pequenos vasos sanguíneos. Manter dos níveis de açúcar e pressão arterial controlados ajuda a evitar o desenvolvimento e progressão desta doença. Os doentes com Diabetes Mellitus devem vigiar anualmente o valor da sus função renal.

Doença das gengivas

As doenças das gengivas são muitos e a maioria das pessoas terão pelo menos 1 episódio ao longo da sua vida. Contudo uma das causas mais comuns desta doença é o açúcar elevado no sangue por longos períodos. Isto porque o açúcar elevado no sangue leva a saliva também com maior concentração de açúcar, o é o substrato perfeito para o crescimento de bactérias. 

Por outro lado, tal como acontece no resto do organismo o açúcar elevado causa dano dos vasos sanguíneos aumentando o risco de infeção. 

Os problemas da boca mais comuns agravados pela Diabetes Melllitus são as cárie dentária e abcessos dentários, a inflamação da gengiva e gengivite, infeção no tecido mole e no osso que suporta os dentes ou periodontite, boca seca, infeções fúngicas e a perda de dente. 

Os doentes com Diabetes Mellitus devem consultar o dentista regularmente e cuidar diariamente da sua boca. 

Doença dos nervos, neuropatia

A neuropatia é uma das complicações a longo prazo que afeta os nervos. Os nervos transmitem mensagens entre o cérebro e todas as partes do corpo, possibilitando ver, ouvir, sentir e mover-se. Os nervos também transmitem sinais dos quais não temos consciência para partes do corpo, como o coração, alterando a taxa em que ele bate e os pulmões, para que possamos respirar. Portanto, danos aos nervos podem causar problemas em várias partes do corpo.

O diabetes pode causar neuropatia como resultado de altos níveis de glicose no sangue, danificando os pequenos vasos sanguíneos que suprem os nervos. Isso evita que os nutrientes essenciais cheguem aos nervos. As fibras nervosas são então danificadas ou desaparecem.

Os principais sintomas são o formigueiro e a dormência, a perda da capacidade de sentir dor, perda da capacidade de detetar mudanças na temperatura, perda de coordenação – quando você perde o senso de posição articular, sensação de queimaduras que podem ser piores durante a noite.

Disfunção sexual no homem e na mulher

Os problemas sexuais afetam quase toda a gente em alguma altura da sua vida. A pessoas com Diabetes Mellitus têm um maior risco de desenvolverem disfunção sexual.  Os níveis altos de açúcar no sangue ao longo do tempo danificam os nervos e os vasos sanguíneos, incluindo os que nutrem os órgãos sexuais. Isto faz com que haja uma perda da fluxo sanguíneo e redução da sensibilidade o que pode contribui para uma diminuição da líbido. 

Nas mulheres a secura vaginal e as infeções fúngicas são mais comuns no caso das mulheres diabéticas causando relações sexuais dolorosas. Ambas as situações têm tratamento. 

Nos homens o problema sexual mais frequente é a disfunção eréctil. Este problema acontece por várias razões, tais como, diminuição do fluxo sanguíneo, lesão dos nervos e lesão dos vasos sanguíneos. Fale com a sua equipa de saúde sobre os tratamentos possíveis.

Hiperglicemia, aumento do açúcar no sangue

A hiperglicemia consiste num valor de açúcar no sangue superior ao considerado normal. Sintomas com sede, aumento da frequência urinária, dor de cabeça e cansaço podem indicar que o está com uma hiperglicemia. A hiperglicemia mais frequentemente quando há falhas na toma da medicação prescrita e /ou consumo excesso de açúcar na alimentação. Se a hiperglicemia for persistente deve consultar a sua equipa de saúde para ajuste da terapêutica.  

Hipoglicemia, diminuição do açúcar no sangue

A hipoglicemia consiste num valor de açúcar no sangue inferior ao considerado normal. Nos doentes com Diabetes Mellitus esta situação ocorre sobretudo em situações de jejum prolongado e em consequência de determinados medicamente. 

Sintomas como suores frios, dor de cabeça, tremores, fadiga, visão turba, irritabilidade, fome, mau estar e confusão podem indicar que está com uma hipoglicemia. Nesta situação deve verificar o seu valor de glicemia capilar.

Por: Ana Luís Pereira | Médica de Família

Infográfico

Subscreva a nossa newsletter para receber as novidades em primeira mão!
Parceiros e Patrocinadores

    Contactos

    geral@wiselife.pt

    Wiselife | Todos os direitos reservados | Copyright © 2021
    Política de Privacidade