Viver com Asma

A asma é uma doença inflamatória crónica das vias aéreas. Isto é, é uma doença na qual os tubos que conduzem o ar entre a boca e nariz e os pulmões estão inflamados, ficando o seu revestimento mais espesso.

A asma é uma doença inflamatória crónica das vias aéreas. Isto é, é uma doença na qual ostubos
que conduzem o ar entre a boca e nariz e os pulmões estão inflamados, ficando o seu
revestimento mais espesso. Tal leva a que os tubos fiquem mais estreitos e o ar tenha
dificuldade em passar. Assim, as pessoas com asma podem ter tosse, falta de ar ou dificuldade
em respirar, sensação de aperto no peito e sibilância (ruídos agudos emitidos pelos pulmões
aquando da passagem do ar). Sendo a asma uma doença crónica, pode acompanhar a pessoa ao
longo de toda a sua vida1.
Mas há boas notícias! Existem tratamentos com um perfil de eficácia sustentado para controlar
estes sintomas e a maioria das pessoas com asma vive uma vida plena e sem limitações.
Quem tem asma deve ter o cuidado de perceber quais os fatores que causam sintomas ou crises
(alturas em que a falta de ar é mais intensa) e evitá-los. São eles os alergénios (os pólenes, os
pêlos dos gatos e cães, os ácaros presentes no pó da casa, os fungos presentes nas zonas
húmidas interiores, entre outros), as infeções respiratórias (como constipações, gripes e
pneumonias), a exposição ao fumo do tabaco, a toma de certos medicamentos e a poluição
atmosférica1. Por exemplo, se se aperceber de que fica com mais sintomas quando passeia na
natureza, prefira passeios à beira-mar, onde a humidade do ar dificulta a propagação dos
pólenes. Deve, também, arejar bem as divisões onde se encontre e evitar contactar com
pessoas que pareçam estar constipadas ou com gripe.
O segundo pilar do tratamento da asma passa por tomar medicação de manutenção. Se tem
asma, é possível que o seu médico lhe tenha prescrito um inalador (por vezes apelidado de
“bomba”) para tratar a sua asma. Deve tomá-lo como recomendado pelo médico, geralmente
todos os dias, uma ou duas vezes por dia (dependendo do medicamento em questão). É a toma
deste inalador de manutenção que vai diminuir a inflamação das vias aéreas, manter a doença
controlada e evitar crises1.
O terceiro pilar do tratamento da asma passa por saber gerir as crises de asma. Uma crise de
asma que não seja tratada de forma adequada pode ter consequências negativas. E como é que
sabe que está a ter uma crise? Sente mais dificuldade em respirar, tem tosse, sibilância
(“chiadeira” ou “gatinhos” nos pulmões) e/ou aperto no peito. Nesse caso, deve controlar a
situação com medicação: seja aumentando o número de tomas do seu inalador de manutenção,
seja tomando um segundo inalador, dito de alívio1
. Se não sabe como gerir uma crise de asma,
coloque essa questão ao seu médico na próxima consulta.
Quem tem asma, deve ainda ter o cuidado de tomar as vacinas recomendadas pelo médico,
como as da gripe e da COVID-19. E pode e deve praticar exercício físico! Por outro lado, se fuma,
é essencial que deixe de fumar1.
Controle a sua asma e mantenha o controlo sobre a sua vida!

1. Global Initiative for Asthma. Acedido em setembro de 2021 em www.ginasthma.org
PT-10615 aprovado em setembro de 2021

Por Mariana Leite | Médica de Família

Powered by AstraZeneca

Subscreva a nossa newsletter para receber as novidades em primeira mão!
Parceiros e Patrocinadores

    Contactos

    geral@wiselife.pt

    Wiselife | Todos os direitos reservados | Copyright © 2021
    Política de Privacidade

    Subscribe to our newsletter to receive news first hand!
    Partners and Sponsors

      Contacts

      geral@wiselife.pt

      Wiselife | All rights reserved | Copyright © 2021
      Privacy Policy