Como é viver com psoríase

A psoríase é uma doença crónica da pele, que pode surgir em qualquer idade ou sexo, e apresenta-se com lesões da pele, recorrentes e não contagiosas. A psoríase tem um impacto significativo a nível social e emocional, afetando a vida pessoal e profissional destes doentes.

A Psoríase é uma doença crónica, recidivante e que afeta cerca de 3% da população mundial. Encontramos facilmente descritas as manifestações da doença, mas quisemos perceber como era viver com psoríase. Para tal entrevistamos 2 doentes, que aceitaram partilhar connosco as suas angústias.

A Maria de 39 anos, vive com psoríase há mais de 15 anos, após ter sido diagnosticada aos 22 anos. Tudo começou com uma comichão e uma espécie de caspa no couro cabeludo. Foi a uma consulta médica e recebeu o diagnóstico de psoríase. Não foi fácil aceitar o diagnóstico, porque as lesões tinham um impacto muito negativo na sua autoestima. Nas fases de agudização da doença, em que era difícil esconder as lesões, evitava socializar.

Nos primeiros anos, e até compreender como lidar com a doença, a Psoríase teve um impacto muito significativo na sua vida pessoal e social. Descreve-nos que tinha vergonha das suas lesões, evitava qualquer relação de maior intimidade, não deixava que ninguém a tocasse. Foi um processo longo e difícil, “precisei de ajuda especializada, com medicação e terapia”. Diz-nos que hoje em dia as coisas estão melhores, mas não gosta das suas lesões, sempre que aparecem tem que encontrar uma forma de as esconder.

O João de 57 anos, não se lembra de não ter psoríase. Desde muito novo tinha umas placas descamativas e pruriginosas nos cotovelos, e por vezes também lhe apareciam lesões nos joelhos e couro cabeludo. Tem outros familiares com a mesma doença, pelo que o diagnóstico não foi uma total surpresa e sempre teve com quem conversar sobre as dificuldades.

Reconhece que não é fácil, sobretudo socialmente, sentir os olhares das pessoas quando não é possível esconder as lesões. “A Psoríase não é uma doença contagiosa”, esta é uma das mensagens mais importantes que gostaria de transmitir. Assim como muitas outras doenças de pele, a psoríase causa desconforto à pessoa que as tem, mas não tem qualquer risco para quem com ele contacta.

A sua psoríase tem estado “controlada”, mas também é um bom doente. Tem crises pouco frequentes e sobretudo associadas a momentos de maior stress.  

A psoríase é uma doença crónica da pele, que pode surgir em qualquer idade ou sexo, apresenta-se com lesões da pele, recorrentes e não contagiosas. Esta doença tem um impacto significativo a nível social e emocional, afetando a vida profissional e pessoal destes doentes.

Por Ana Luís Pereira | Médica de Família

Subscreva a nossa newsletter para receber as novidades em primeira mão!
Parceiros e Patrocinadores

    Contactos

    geral@wiselife.pt

    Wiselife | Todos os direitos reservados | Copyright © 2021
    Política de Privacidade