demência

Demência

Demência: conceitos, tratamentos e prevenção.

O que é a demência?

A Demência é uma síndrome habitualmente de natureza crónica e progressiva em que observamos uma deterioração cognitiva, isto é, da habilidade do processo de pensamento além do que é esperado durante o processo de envelhecimento.

Afeta a memória, pensamento, orientação, compreensão, cálculo, capacidade de aprendizagem, linguagem e julgamento, contudo o estado de consciência não é afetado.

A perda da capacidade cognitiva é acompanhada ou por vezes precedida de falta de controlo emocional, alterações no comportamento social e/ou na motivação. 

A Demência resulta de uma variedade de doenças ou lesões que afetam o cérebro de forma primária, ou seja, que afetam em primeiro lugar as células cerebrais, como é o caso da doença de Alzheimer ou secundária, resultando do impacto de outras das doenças nas células cerebrais, como é exemplo o acidente vascular cerebral. 

A Demência é uma das principais causas de incapacidade e dependência entre as pessoas mais velhas. O diagnóstico é dificultado pela incapacidade do doente e/ou do clínico reconhecerem as alterações de comportamento precoces associadas à doença.

Qual o tratamento disponível para a demência?

Atualmente não existe um tratamento que possibilite curar ou inverter o curso da doença. As terapêuticas utilizadas têm como objetivo otimizar as funções cognitivas e/ou reduzir as alterações de comportamento. 

Além da terapia farmacológica mais dirigida é importante cuidar de todos os aspetos da saúde geral do paciente.

A abordagem deste tipo de patologia deve centrar os cuidados à doença, mas também integrar a família. O impacto familiar de cuidar um doente com demência não deve ser esquecido. 

Existem várias terapias não farmacológicas que estão recomendadas e podem ser utilizadas em pacientes com demência. 

A terapia de estimulação cognitiva consiste na participação em atividades e exercícios desenhados para melhorar a memória, capacidade de resolver problemas e a linguagem. 

A terapia ocupacional foca a sua intervenção na capacitação da pessoa para o desempenho e envolvimento em ocupações que a própria considere como significativas, sendo que estas ocupações poderão estar relacionadas com os autocuidados, com lazer ou com produtividade.

A terapia ocupacional pode incluir:

  • Treino de atividades da Vida Diária, realizando por exemplo, treino de alimentação ou treino de higiene;
  • Manutenção e promoção da participação em ocupações que vão ao encontro dos desejos e necessidades da pessoa;
  • Promoção da participação em atividades terapêuticas estimulantes em termos cognitivos, motores, emocionais e sensoriais;
  • Graduação das ocupações, por forma a permitir à pessoa um maior sucesso no seu desempenho;
  • Adaptação do ambiente físico à pessoa com demência, permitindo assim a diminuição do risco de quedas e uma maior segurança;
  • Apoio e aconselhamento dos cuidadores.

Como prevenir a demência?

A idade é o principal fator de risco conhecido para o desenvolvimento de demência, contudo não é uma consequência inevitável a da idade.

Como reduzir o risco de desenvolvimento de demência:

  • prática regular de exercício físico;
  • não fumar;
  • evitar o consumo excessivo de álcool; 
  • controlar o peso;
  • dieta saudável e equilibrada; 
  • controlo da tensão arterial, colesterol e açúcar no sangue;
  • atividade que estimulem a memória como é o caso da leitura.

Mantenha-se ativo física e mentalmente!

Por: Ana Luís Pereira | Médica de Família

Subscreva a nossa newsletter para receber as novidades em primeira mão!

Contactos

geral@wiselife.pt

Wiselife | Todos os direitos reservados | Copyright © 2019
Política de Privacidade